Novidades

Habilidade do treinador - Ganhar ao Mónaco a preparar o Sporting! Será?

Adoro treinadores inteligentes e Sérgio Conceição e a sua equipa técnica foram de uma sabedoria tremenda ontem no Mónaco. Quero por isso através deste texto dar-lhes o meu aplauso!

Porquê?

Primeiro porque podemos alterar estruturas/sistemas ou jogadores, mas quem acredita no trabalho diário de uma forma específica, não muda ideias, não muda comportamentos, não muda os grandes princípios nas diferentes fases do jogo (ataque, defesa, transição ou esquemas). O Porto não mudou nada daquilo que tem sido os seus princípios MACRO, mudou sim os princípios MICRO e ganhou o jogo. Sérgio Oliveira fez de Herrera/Oliver, Herrera fez de Marega, e Marega fez de Corona e isso fez toda a diferença no jogo porque embora se visse um Porto a pressionar em 4-4-2 na mesma em 1ª fase de construção do Mónaco (um pouco mais atrás), se visse um Porto com bola a fazer ligação entre setor médio e ofensivo e a procurar a profundidade, só o facto de estar Herrera a 10/Av, Marega como médio-direito e Sérgio como 8 quase 6, as características dos jogadores e o seu posicionamento fizeram com que esses macro-princípios tivessem pequenas dinâmicas que "baralharam" completamente o Mónaco, principalmente o seu meio-campo e o seu lateral esquerdo.
Sérgio Conceição foi inteligente! Não sobrepôs a estratégia ao seu modelo de jogo mas usou-a bem e de uma forma simples, eficaz em função da análise ao Mónaco.

Segundo porque adoro matreirice nos treinadores. Sérgio Conceição sabia que este era o plano indicado para ganhar ao Mónaco e, involuntariamente (ou não!!) já colocou Jorge Jesus a começar a pensar no Porto mesmo antes do jogo com o Barcelona porque criou dúvida sobre qual o plano para Alvalade.

A grande mensagem deste texto é que tem de existir sempre uma intenção do nosso "jogar" assente no modelo de jogo que não se pode nem deve mudar radicalmente , mas deve estar constantemente em reflexão, e que uma manipulação micro desse "jogar" pode ser o que dita a vitória ou a derrota! Deu vitória, mas se desse derrota vinham crucificar o homem! 

Cláudio Costa

Sem comentários