Novidades

Interpretação tática do golo do título mundial (Gotze). O que falhou na organização defensiva da Argentina?






Um dos objetivos do Passe de Rutura é a interação entre todos os que acompanham o blog, no sentido de haver partilha de opiniões que sem dúvida aumentará a aprendizagem de todos.



Portanto, resolvemos hoje dar a opinião tática sobre o golo que valeu o título mundial a Alemanha, mais particularmente a organização defensiva da Argentina.

Na nossa opinião existem 3 erros da organização defensiva em zona da Argentina que descreverei do mais importante para o menos inportante. 

1º Garay - não tendo adversário na zona de ação, devia ter feito cobertura a Demichelis, ou pelo menos manter-se na sua linha o que faria chegar à bola após o cruzamento.

2º Demichelis - comete um erro comum nas equipas/jogadores que defendem em zona que é a perda de controlo do adversário e olhando apenas a bola. Quando recupera a posição para fechar baliza, direciona-se em função da bola, no entanto não orientou apoios (pés) para ter a perceção onde estava o adversário e para além disso não protegeu totalmente a sua baliza (basculação exagerada para o lado da bola).

3º Zabaleta - Não acompanhou Gotze até chegar Demichelis ou Garay, movimentando-se para a cobertura ofensiva ao jogador que estava a tentar recuperar a bola sem ter certezas se Demichelis conseguiria fechar o corredor central.

Portanto consideramos que não foi uma boa movimentação da organização defensiva em zona da Argentina, já que não fechou bem o corredor central e as zonas próximas da baliza, e para além disso numa organização em zona o controlo do adversário também deve assumir importãncia, principalmente em zonas mais próximas da baliza.

De qualquer forma, apesar desta opinião gostaríamos de saber a vossa interpretação! Concordam? Têm outra opinião?



2 comentários:

  1. Concordo coma análise mas penso que há outro erro:
    O Demichelis interpreta mal o inicio da jogada, pois tentar antecipar o passe interior do Schurrle para o Muller (que acaba por não acontecer) saindo exageradamente da zona o que o faz atrasar-se para dar depois cobertura ao Zabaleta. O Garay e o Rojo também são lentos a formar a linha de cobertura aos colegas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado desde já pela interação e pela partilha.
      Interpretação pertinente e ajustada, no entanto eu penso que o Demichelis acompanha o Muller porque este estava em condições de receber (não tinha ninguém da Argentina entre a bola e o Muller) e como o Zabaleta está a fechar o corredor central acompanhando o Gotze, o Demichelis opta também pelo acompanhamento. Mas o Zabaleta ao ver o atraso do Demichelis, e até porque o Mascherano tem o lance minimamente controlado, não devia deixar o corredor central sem ter a certeza da chegada do Demichelis.
      De qualquer forma, futebol são decisões momentâneas e a coordenação entre jogadores é bastante dificil, no entanto o Garay e o Rojo erram num grande princípio da defesa à zona: a basculação e o jogo de coberturas defensivas.

      Eliminar